BIOGRAFIA


Rita Abranches nasceu em Lisboa. É pianista, compositora e professora de piano. Descobriu a sonoridade do piano e a sua paixão pela Música em criança, nas aulas que recebeu de dança clássica, tendo iniciado os estudos de música mais tarde, já adolescente e após um período como cantora num grupo de música original portuguesa.

Integrou diferentes formações instrumentais em diversos espaços pelo país e participou em álbuns de outros músicos e compositores, tais como «Esboço de um tema» de Vasco Duarte Abranches; «Momentos de Paz» , do projecto Ensemble Contemporâneus, e o disco da cantora Marta Rosa pertencente à colecção «Discos do Povo».

Desde cedo começou a sentir necessidade de realizar a sua própria música, traçando um caminho de liberdade criativa e individual. Tem criado música para Cinema, Dança e Poesia, apreciando o modo como as diversas formas de expressão se relacionam e enriquecem em conjunto. Destacam- se a criação da banda sonora da trilogia de documentários «Macau 2012/13», de Rui Filipe Torres, exibidos no ISCSP, Festin (Cinema São Jorge), RTP 2 e RTP I; bem como a longa-metragem «Macau, um Longe tão Perto» , do mesmo cineasta, cujas principais exibições tiveram lugar no FICH (Cinema São Jorge), Museu de História Natural, Museu do Oriente, e na Universidade de Aveiro.

Na área da Dança, alguns dos seus temas foram coreografados por Patrícia Cayatte, tendo assumido principal relevância a colaboração no espectáculo de Dança «Os valores da Música Portuguesa» no CCB, com uma peça da sua autoria.

Colaborou em espectáculos de Música e Poesia, acompanhando ao piano com temas de sua autoria, os actores Bernardo Souto, Fernando Tavares Marques, Miguel de Almeida e Pedro Walter em diversos espaços como o Palácio dos Aciprestes e o Auditório Lourdes Norberto (Linda–a-Velha), tendo criado recentemente o projecto «Poetas Portugueses: Uma viagem de sons», no qual musica ao piano poesia portuguesa de vários períodos históricos e estéticos.

«Vagueando» é o seu álbum de estreia, editado em 2014, constituído por um conjunto de oito temas para piano. No ano de 2019 edita o seu segundo álbum, «Vida e Nuvem» , no qual expande para outros instrumentos a sua linguagem e apresenta algumas canções, traçando através de um conjunto de doze temas, uma viagem original e cinematográfica por diferentes sentimentos e atmosferas.       

O Cinema, a Dança, a Natureza, o Yoga, as viagens, o Mar e o silêncio são fontes constantes de inspiração para os seus trabalhos.